De mulher pra mulher:

(aposto que completou a música aí na sua cabeça: Marisa…)

Que sua maturidade chegue devagarinho, com leveza, MAS QUE CHEGUE!
E que, quando você não acreditar mais em nada, alguém te prove o contrário E RESGATE SUA FÉ!

Desejo que sua alegria ainda esteja com você
Que você continue rindo das piadas infames
Dançando as músicas mais bregas
E cantando “Evidências” num karaokê, qualquer,
Sem nenhum medo do que os outros vão pensar

Porque é assim que a gente exercita a nossa coragem.

Desejo que você encontre alguém
Não porque é impossível ser feliz sozinha, pois não é
Mas porque você merece ser amada
E eu desejo que seja por alguém que tenha certeza que você é a mulher mais incrível do mundo
Por alguém que te faça rir
Por alguém que ande com você de mãos dadas
E que te beije como se fosse sempre a primeira vez

Desejo que você encontre paz nesse beijo
Realização no seu trabalho
E amor na cama (Sim, isso existe.)

Desejo que você se sinta segura num colo
Que adormeça com cafuné
E que a sua vida ganhe aquele ar de câmera lenta
Que faz seu coração querer que tudo permaneça exatamente como está
Desejo que você volte acreditar que o “pra sempre” pode até ser viável

E que cante Cazuza por aí: “Eu quero a sorte de um amor tranquilo
Com sabor de fruta mordida…”

Desejo, acima disso tudo, que você descubra a mulher incrível que você é.
E que tenha coragem de ser essa MULHER
Com toda intensidade
E com toda a ternura que já tentaram, de tantas formas, roubar de você

Desejo, por fim, que você tenha consciência de que é digna e merecedora
E que saiba dizer não a tudo que te mostrar que você diferente disso

(P.S.: Essa imagem foi um desenho que ganhei do Gabriel, num 8 de março qualquer… quando ele tinha uns 12 anos.)